Leilão Genética Paraná - Brahman Xagu e RPK Genética
de 31/08/2013 a 31/08/2013

Cascavel sedia um dos maiores leilão

de touros Brahman do Paraná


Dois dos maiores criadores da raça Brahman no Paraná, os agropecuaristas Rogério Stein e Reno Paulo Kunz realizam em Cascavel, em agosto próximo, o seu primeiro grande leilão de touros da raça Brahman. Serão ofertados aproximadamente 70 animais P.O (puros de origem), selecionados para monta natural a campo, visando a produção de animais de cruzamento industrial. No início do leilão, para demonstrar de forma inequívoca o resultado positivo do uso da raça na produção de animais de corte, serão leiloados lotes de bezerros de cruzamento industrial Brahman, oportunidade em que os produtores presentes visualizaram toda a força desta genética.

 

Refletindo o extraordinário avanço desta raça de origem zebuína que chegou ao Brasil há menos de duas décadas, o “1º. Leilão Genética Paraná” ofertará touros Brahman criados e recriados a campo, perfeitamente adaptados as característica climáticas do Paraná, podendo ser também amplamente utilizados na região Centro Oeste e Norte do país, visto ser uma raça zebuína altamente tolerante as condições climáticas e geográficas encontradas nestas regiões do pais. O leilão deve atrair às dependências do Parque de Exposições de Cascavel, criadores do Paraná e Estados vizinhos.

 

Ideal para cruzamento industrial

O Brahman é raça zebuína que teve sua origem nos Estados Unidos, através do cruzamento diversas raças zebuínas.  

Por volta da mesma época em que os primeiros zebuínos entraram no Brasil, final do século XIX e início do XX, nos Estados Unidos também essa espécie bovina começou a fazer uma revolução na pecuária sulina, especialmente nos estados próximos ao Golfo do México, entre esses, a Louisiana e o Texas.

Uma diferença existiu entre os dois países na criação do então novo gado. Enquanto o nosso país se preocupou em formar grupos distintos raciais (Nelore, Gir, Guzerá) e um híbrido entre as raças indianas (Indubrasil), no hemisfério norte, foram feitos cruzamentos direcionados com as diversas raças importadas (Nelore, Guzerá, Gir, Khrisna Valley, Sindi, Cangaiam, Tharparkar, Indubrasil e talvez outras ainda) e focaram mais nas características quantitativas. Submetido a seleções durante todo este período, chegou-se ao moderno e contemporâneo Brahman atual.

No Brasil o Brahman foi introduzido oficialmente em 1994, e desde  então vem conquistando a preferência de criadores que buscam numa única raça zebuína, a concentração de características como precocidade, rusticidade, docilidade, rendimento, fertilidade, longevidade e habilidade materna.

Segundo o criador e médico Reno Paulo Kunz, as características raciais variam desde o branco até o cinza escuro. “O animal tem uma morfologia ótima para produção de carne. Seu tórax é largo, com costelas bem arqueadas e espaçadas, o que demonstra a boa capacidade digestiva e respiratória do animal, fundamental para um bovino de corte. As carnes mais nobres se localizam no dorso-lombo e garupa, pontos fortes da raça, que desde jovem apresentam um volume diferenciado e um desenvolvimento posterior com bastante convexidade, demonstrando a precocidade da raça em acabamento de carcaça. Esta raça também é bem precoce no quesito fertilidade. Os machos atingem a maturidade sexual antes dos 2 anos e apresentam alta libido. Já é comprovado que as fêmeas antes dos 3 anos já pariram e reconceberam, além de várias vacas permanecerem parindo após os seus 20 anos de idade. As fêmeas se destacam ainda pela sua habilidade materna e produção leiteira, o que é transferido também quando há cruzamento com outras raças. Além de serem extremamente dóceis, seu temperamento é fortemente transferido aos seus filhos, auxiliando no manejo”, observa.

Ainda segundo ele, quanto ao rendimento de carcaça, nos abates técnicos, tanto as raças puras como as "meio sangue" Brahman apresentam um rendimento superior a 55% na média. A raça Brahman é a raça zebuína de corte na qual a venda de sêmen mais cresce no Brasil, e também, é a raça que mais se valoriza dentre as raças bovinas de corte no país, segundo dados estatísticos da Associação de Criadores de Brahman do Brasil (ACBB).